fbpx
Telefone

+41 22 959 75 00

Os nossos horários

Mon.-Thu. 8h-7h, sex. 8h-6h, sáb. 8h30-1h

Centre Dentaire Lancy - Dentes de Sabedoria

Tudo sobre os terceiros molares

Extracção dos dentes do siso

Os terceiros molares, comumente chamados de "dentes do siso", aparecem já na adolescência. Como têm menos espaço na arcada dentária do que outros dentes, estão mais expostos a complicações, por isso, às vezes é necessário extrair os dentes do siso.

Podem ser incluídas: não visíveis na cavidade oral, cobertas por gengiva e osso ou semi-incluídas: parcialmente visíveis.

Porquê e quando remover um dente do siso?

Os dentes do siso precisam de ser extraídos quando não há espaço para saírem normalmente. Os casos incluem pericoronite: inflamação da gengiva ao redor do dente parcialmente erupcionado se houver perda óssea ou cárie no dente adjacente. Os seguintes sintomas podem ser sentidos: dor na região posterior da cavidade oral inchaço, presença de pus, diminuição da abertura da boca, febre.

Quais são as precauções a tomar?

Siga alguns conselhos durante os primeiros dias para garantir que o pós-operatório decorra da melhor forma possível: não fume, não cuspa e evite o elixir bucal. Escova os seus dentes normalmente e não coma ou beba alimentos ou bebidas quentes. Se o seu maxilar estiver dorido, opte por comida picada.

É prescrita uma paragem do trabalho?

Geralmente, não há interrupção de trabalho após a intervenção. No entanto, o dentista pode pará-lo por alguns dias se o procedimento for difícil.

Com que frequência são efectuados os controlos?

Uma semana a dez dias após a operação, você é chamado para um check-up para garantir que as feridas estão cicatrizando corretamente e para remover os pontos. Por vezes são necessárias verificações adicionais.

TUDO SOBRE TERCEIROS MOLARES

Extracção dos dentes do siso

Os terceiros molares, mais conhecidos como "dentes do siso", aparecem normalmente na adolescência. Mas eles desaparecerão na evolução humana, à medida que as mandíbulas vão ficando cada vez mais curtas. Como têm menos espaço na arcada dentária do que os outros dentes, estão mais sujeitos a complicações (dor, inchaço da bochecha, abcesso, dificuldade em abrir a boca, cáries nos dentes adjacentes, cisto...), por isso, por vezes é necessário extraí-los.

Análise Preliminar 

Este tipo de intervenção requer uma análise radiográfica precisa, utilizando uma radiografia panorâmica, ou mesmo, para maior precisão, uma radiografia 3D chamada Cone Beam. Isso possibilita verificar a posição dos dentes do siso em relação ao seu ambiente imediato: nervo mandibular, seio, outros dentes... , planejar a duração da operação e realizar uma prescrição pré-operatória, se necessário.

Intervenção 

Os dentes do siso são mais frequentemente removidos em pares ou de uma só vez. O procedimento é realizado sob anestesia local, que pode ser complementada por sedação consciente com óxido nitroso. Uma vez que o(s) dente(s) são removidos, são feitas suturas que terão de ser removidas após 1 a 2 semanas.

Suítes cirúrgicas 

Os conselhos pós-operatórios ser-lhe-ão dados oralmente e por escrito, sobre a alimentação e os conselhos de escovagem a fazer nos dias seguintes. Se você seguir bem este conselho e as prescrições pré-operatórias, as consequências não são muito dolorosas e geralmente não é necessário parar o trabalho.